Método McKenzie

mckenzie-simboloO Método McKenzie de Diagnóstico e Terapia Mecânica (MDT) é uma abordagem abrangente de coluna vertebral e extremidades (articulações, tendões, músculos) baseada em princípios bem estabelecidos, que quando bem aplicados e compreendidos levam a um diagnóstico mecânico preciso o qual determina o tratamento específico para cada paciente.

Nos Estados Unidos, no Reino Unido, na Irlanda e na Nova Zelândia, o Método McKenzie é o preferido pelos fisioterapeutas no tratamento de problemas da coluna. E, em vários países, já é recomendado como a primeira escolha para tratamento de problemas músculo-esqueléticos.

O Método McKenzie não é baseado na patologia (modelo médico) e sim no comportamento da lesão a estratégias de carga (modelo mecânico). Pacientes diferentes, com o mesmo diagnóstico clínico (ex. lombalgia) ou com um exame de imagem muito parecido, podem ter tratamentos diferentes, pois esse será adequado à avaliação mecânica individual.

Exemplos de exercícios que podem ser usados no MDT:

A Avaliação

A avaliação do Método McKenzie é padronizada, exclusiva e bem definida. A partir de achados objetivos da história do comportamento da dor e das respostas sintomáticas e mecânicas ao exame físico leva a uma classificação simples (diagnóstico mecânico). Permite identificar e tratar a causa do sintoma – a origem do problema.

Com freqüência são apresentadas dificuldades quando se busca identificar a causa da dor por meio de diagnóstico por imagem (RX, ressonância magnética, tomografia). É comum encontrar pacientes com dor, mas com exame de imagem “normal”, assim como, pacientes com achados de anormalidades totalmente assintomáticos. A avaliação mecânica de McKenzie pode ser mais precisa que esses exames.

centralizacao-lombarA maioria dos pacientes com dor na coluna apresenta durante a avaliação uma direção de movimento que faz a dor diminuir, abolir ou se for irradiada, deslocar-se em direção à linha média e central da coluna. Por exemplo, se a dor é sentida nas costas e desce pela perna ela – durante um movimento específico – começa a se mover em direção ao centro da coluna e pode ser totalmente eliminada. Esse fenômeno clínico é chamado de Centralização da dor e tem um importante significado clínico – identifica o gerador da dor e indica bom prognóstico, sucesso terapêutico.

centralizacao-cervica

Fisioterapeutas bem treinados no Método McKenzie são capazes de identificar, entre os casos mais difíceis, os pacientes que necessitam de técnicas avançadas MDT e aqueles cujo diagnóstico é de origem não-mecânica e encaminha-los a outras opções de tratamento. É uma avaliação segura, pois primeiramente exclui indícios de afecções graves da coluna vertebral.

 

 

 

 

Tratamento – Educação, Envolvimento Ativo do “Paciente” e Profilaxia

“A palavra chave do MDT é educação. De fato, toda a abordagem desse sistema de Diagnóstico e Terapia Mecânica é baseada na educação – educação sobre as causas, educação sobre exercício e postura e, é claro, educação sobre prevenção” Robin McKenzie, 2001.

Os pacientes recebem explicações e informações sobre seu problema, de acordo com a avaliação mecânica levando em consideração suas preocupações e necessidades, e também entendem o papel do(s) exercício(s) na restauração da mobilidade normal, assim como recebem esclarecimentos quanto a movimentos e posturas adequados a seu estilo de vida, a fim de acelerar a recuperação, prevenir reincidências e oferecer independência funcional a eles.

Existe também o componente de terapia mecânica ativa onde o paciente é orientado para fazer os exercícios específicos ao seu problema, aprende correção postural adequada à sua condição (consciência postural), e tudo mais que possa apresentar efeito terapêutico direto. Além disso, aprendem a evitar, durante o tratamento, movimentos e posturas que pioram sua condição e atrasam a recuperação total.

Estes princípios de tratamento, de educação e envolvimento ativo do paciente tendem a diminuir significativamente o número de visitas à clínica – sessões de tratamento.

Está comprovado, que a maioria dos pacientes, quando bem orientados é capaz de se tratar com sucesso. Porém para casos mais complexos, podem ser necessárias técnicas mais avançadas de terapia manual (mobilização/manipulação) para acelerar o processo de recuperação.

Vantagens do Método

  • Método biopsicossocial – visa o envolvimento ativo do paciente, ao educá-lo, estimulá-lo e capacitá-lo com estratégias de enfrentamento para problemas atuais e futuros;
  • Avaliação clínica segura e de baixa tecnologia;
  • Pode ser aplicado em qualquer estágio (agudo, subagudo e crônico) de problemas músculo-esqueléticos – coluna, articulações, músculos, tendões, etc.;
  • Permite identificar os pacientes respondedores e não respondedores ao tratamento mecânico – evitando desperdício de tempo em tratamento inadequado e/ou cirurgias desnecessárias;
  • Identifica pacientes que podem ser orientados a se tornar independentes e aqueles que necessitarão de técnicas manuais (apenas cerca de 30% dos pacientes necessitam de técnicas do terapeuta);
  • Possui estratégias para diminuir as reincidências e gravidade dos problemas futuros;
  • Assegura que o paciente receba um tratamento com melhor custo-benefício.
  • Atua em todos os níveis de atenção à saúde prevenção, tratamento e recuperação funcional.

Robin McKenzie

robin-mckenzieMcKenzie recebeu inúmeros prêmios de comunidades médicas e científicas no mundo, é reconhecido internacionalmente como autoridade no diagnóstico e tratamento de problemas na coluna.

Em 1956 criou uma nova teoria e desenvolveu o MDT, um método exclusivo de avaliação e tratamento. E em 1982 fundou o Instituto McKenzie Internacional (www.mckenziemdt.org) que é uma instituição sem fins lucrativos, ao reinvestir os fundos em ensino e pesquisas na área. Além disso, no mesmo ano recebeu o título de Membro Honorário Vitalício da American Physical Therapy Association (Associação Americana de Fisioterapia), em “reconhecimento aos notáveis e meritórios serviços prestados à arte e à ciência da fisioterapia e ao bem-estar da humanidade”.

Ele é autor de seis livros. Três deles foram escritos para os pacientes, com o intuito de ensiná-los como cuidar da própria coluna, como endireita-la e como prevenir recorrências. Trate Você Mesmo Sua Coluna: já vendeu mais de três milhões de cópias em todo o mundo. O livro sobre coluna vertebral de maior vendagem em todo o mundo, até 2006. Assim como o, Trate Você Mesmo Seu Pescoço, que aborda o assunto específico é também o mais vendido: já foi traduzido para 18 idiomas e vendeu mais de um milhão de cópias em todo o mundo. Seven Steps to a Pain-Free Life (2000) que traz informações tanto da coluna lombar quanto da cervical. Os outros livros foram escritos para profissionais de saúde, todos embasados em dados clínicos e científicos – The Lumbar Spine: Mechanical Diagnosis and Therapy, The Cervical and Thoracic Spine: Mechanical Diagnosis and Therapy e The Human Extremities: Mechanical Diagnosis and Therapy.

Para maiores informações sobre o Método McKenzie e onde encontrar profissionais Certificados no Brasil – www.mckenzie.org.br

Link para Download da Cartilha de Autocuidado de Coluna  https://goo.gl/Ut2ivM

captura-de-tela-2015-05-26-21_22_48