Diagnóstico

O estudo realizado com 63 pacientes com lombalgia crônica (média de15 meses de dor) e afastados do trabalho, objetivou comparar padrões de resposta da Avaliação Mecânica de McKenzie (centralização e periferilização) à discografia de provocação (exame invasivo para detectar disco doloroso) e exame de imagem (ressonância) para a detecção de dor lombar de origem discogênica e competência estrutural do ânulo fibroso (anéis que envolvem o núcleo pulposo do disco). Verificaram que a Avaliação Mecânica foi capaz de diferenciar confiavelmente dor discogênica de não-discogênica, com uma boa certeza estatística (p<0,001), bem como anel competente de não competente (p<0,042) em discos sintomáticos, e foi superior a ressonância magnética na distinção entre discos dolorosos e não dolorosos.

Referência: Autores: DONELSON et al.

Título da pesquisa: A prospective study of centralization of lumbar and reffered pain: a predictor of symptomatic discs and anular competence.

Revista Científica: Spine, v.26, n.10, p.1115-22, may, 1997.

www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9160470


Em estudo de meta-análise incluindo 10 artigos científicos e somando 1056 pacientes, a taxa de prevalência de Centralização da dor na Avaliação Mecânica de McKenzie foi de aproximadamente 70% entre 731 pacientes agudos, e 52% entre 325 indíviduos com lombalgia crônica (mais de 3 meses de dor). Demonstrando que a Centralização da dor é um fenômeno clínico que ocorre com freqüência.

Referência: Autores: AINA, A.; MAY, S. & CLARE, H.

Título da pesquisa: The centralization phenomenon of spinal symptoms – a systematic review.

Revista Científica: Manual Therapy, v.9, p.134-43, 2004.

www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15245707


A ressonância magnética é um exame não invasivo, de alta resolução, que provê grandes detalhes da anatomia da coluna. Porém, os valores significativos desses achados, são muitas vezes incertos. Muitas variações no disco lombar e no canal radicular foram identificadas tanto em indivíduos sintomáticos quanto em assintomáticos.

Referência: Autores: BEATTIE et al.

Título da pesquisa: Associations Between Patient Report of Symptoms and Anatomic Impairment Visible on Lumbar Magnetic Resonance Imaging.

Revista Científica: Spine, v.25, n.7, p.819-828, 2000.

www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10751293